Organização e Método

OBJETIVO

O Espírito Santo tem apontado para o momento atual das famílias que passou a apresentar uma configuração muito diferente em um curto espaço de tempo e, nesse contexto, muitos ficam sem saber a direção certa a tomar, o que reflete nos contextos sociais em que elas habitam, sendo um deles a igreja. Então, o objetivo é orientar as famílias na organização da vida dos filhos.

Para a realização dessa organização alguns conceitos estão sendo apresentados, cujo objetivo maior é o de ajudar as famílias na organização da vida dos filhos. Há alguns conceitos da área das Ciências Humanas, particularmente da Psicologia e da Educação, que estudam a criança a partir de suas produções e relações sociais que é necessário compreender.

O desenvolvimento humano consiste em um processo em espiral que engloba os seguintes aspectos: físico, social, espiritual, cognitivo, emocional e que não pode ser compreendido como soma de partes isoladas. Assim, como na Igreja vivemos em um só Corpo, na criação dos nossos filhos toda a família é responsável: os pais, as mães, as próprias crianças e de todos aqueles que são responsáveis pelas crianças. Vale destacar que, também, estamos nos referindo aos intermediários, adolescentes e jovens que ainda moram com os pais.

 

ALGUNS ESCLARECIMENTOS

É importante ressaltar que o desenvolvimento do cérebro humano não nasce pronto, mas segue uma ordem biológica que leva até o início da vida adulta para amadurecer (20 aos 25 anos) e necessita ter, por base, o amor e os estímulos propícios. Nascemos com funções psicológicas elementares que são as de ordem biológica, necessárias para a nossa sobrevivência, como os estímulos sensoriais e os reflexos (mamar, chorar). Todavia, determinadas funções do nosso cérebro (sensação, percepção, atenção, memória, linguagem, pensamento, emoção) se desenvolvem a partir de processos interpsíquicos, isto é, nas relações especificamente humanas, sociais (entre os pais e a criança desde os primeiros instantes de sua existência) para, então, converter-se em processos intrapsíquicos, no interior da criança. Portanto, a criança terá uma atenção mais concentrada, uma linguagem mais desenvolvida, uma maior capacidade de memorizar quanto maior for às interações sociais, a mediação, o trabalho dos pais com os filhos que são da nossa inteira responsabilidade quando os apresentamos diante do altar do Senhor.

O conceito de mediação é extremamente importante para a organização dos nossos filhos. Cabe ressaltar que para a preparação do futuro da vida eterna, nós temos um único mediador – que é Jesus, entre Deus e nós, porque Jesus foi o Único que derramou o Seu Sangue – o Espírito Santo sobre a Igreja e está Vivo. E na preparação do futuro, desta vida terrena, o conceito de mediação é bem simples: precisamos conhecer o que os nossos filhos já conseguem fazer sozinhos e ensiná-los naquilo que ainda precisam da nossa ajuda e que um dia farão sozinhos. Não nascemos sabendo, prontos, nos constituímos nas relações com os outros. Por essa razão, que é necessário o ensino com temperança, o diálogo nos lares e o exemplo. Assim como devemos seguir o exemplo de Jesus, nossos filhos seguirão os nossos exemplos. E que exemplo temos sido para os nossos filhos? O que estamos desejando e ensinando aos nossos filhos? Onde temos dedicado o nosso tempo? Muitos pais têm dedicado o tempo nas telas dos celulares, hoje é comum uma casa em que a família está junta, mas cada um nas interações com os amigos das redes sociais. E o Senhor tem nos alertado nesta última hora para os malefícios desta criação.

 

RELEVÂNCIA DO TRABALHO DE ORGANIZAÇÃO & MÉTODO

Este trabalho nos ajudará a entender que não podemos deixar o mundo educar os nossos filhos, o que não ensinamos em casa o mundo ensina. E a escola tem por função social ensinar os conhecimentos científicos, estéticos; porém, a função de educar é dos pais, da família. Somos nós os responsáveis pela formação da personalidade, do caráter, da constituição da mente futura, isto é, do modo como percebe as situações, como pensa a respeito de si e do mundo, como se relaciona com os outros.

Estamos buscando a direção do Senhor para a construção de um projeto, de um currículo para esse grupo de trabalho. Do ponto de vista técnico, o objetivo é auxiliar as famílias na organização cotidiana com os nossos filhos. Mas a tarefa é mais do que técnica, exige sensibilidade no processo, no caminhar, para que o conteúdo articule a orientação bíblica, os nossos estudos acadêmicos, as demandas atuais da família contemporânea e os exemplos de êxito vividos pelos nossos irmãos.

 

METODOLOGIA

A metodologia está centrada em aulas expositivas, e nossa intenção é, a cada aula, trazer exemplos práticos, possibilidades para pensar os temas trabalhados.

No primeiro momento, começamos destacando a relevância da família e da mediação qualificada como contribuição para o desenvolvimento do bebê, da criança e do adolescente. Seguiremos aprofundando possibilidades de uma intervenção familiar, adequada para as demandas de cada faixa etária, o que passa pelo conhecimento de uma mediação realizada com jogos e brincadeiras, e do uso de tecnologias. Uma das nossas intenções é conhecer mais os nossos filhos, participar de modo sistematizado de suas vitórias para que possam viver com alegria o seu tempo atual e se preparar para os desafios futuros quanto à dedicação aos concursos, aos estudos e à sua vida profissional.

No segundo momento, a intenção é aprender mais sobre gestão dos tempos e dos espaços. Assim, trataremos de sugestões para ajudar as famílias a planejar a organização de uma agenda diária, semanal e mensal; da elaboração de rotinas com cuidados pessoais, domésticos e acadêmicos; do auxílio para pensar a organização com as crianças de suas mochilas, pertences e armários. Um dos benefícios é ter uma casa organizada, onde todos se responsabilizam. Outro é identificar e realizar projetos importantes, com tempo de qualidade. A nossa casa é lugar de paz e ordem. O Senhor tem nos renovado para não nos sentirmos perdidos, aflitos e afadigados. É importante lembrar que o preparo é para o presente e para o futuro (dessa vida e da vida eterna).